♥ Amália Rodrigues - 1920/1999 ♥

♥ Amália Rodrigues - 1920/1999 ♥
"Quando eu morrer façam o favor de chorar por mim !" Amália Rodrigues

Pelo tempo das cerejas de Mário Raínho

Pelo tempo das cerejas de Mário Raínho

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Cantigas de Amigos






Todos os poemas são extraídos da antologia "Cantares dos trovadores galego-portugueses", actualizada pela mão de Natália Correia (publicada em 1970) e ditos ou pela própria e por Ary dos Santos, e/ou cantados por Amália, com música original de Fontes Rocha, excepto "Ermida de São Simeão", música de Alain Oulman.

Escreveu Ary dos Santos na contra-capa: 

«Era uma vez um livro muito bonito, que cheirava muito bem. Umas vezes a flores, outras vezes a urtigas. Mas a urtigas sadias. Tinha sido feito pela Natália Correia que o desenterrara de alfarrábios muito, muito velhos, com mãos de chama e de poeta. Escusado será, pois, dizer que o livro era de poemas. Eis senão quando, uma bela noite em casa da Amália, os tais poemas sairam das páginas e ganharam voz. Pareciam ervas dançando no meio da sala. O Fontes Rocha foi-os apanhando um a um e fez com eles um feixe de música. O Carlos, o Pedro e o Joel, ajudavam muito. E a Amália deu-lhes um nome como só ela sabe : « Cantigas de Amigos ». O resto? O resto foi apenas convívio e entendimento perfeitos. Às vezes, pela meia-noite, os poemas tinham fome e comiam sopa de coentros e arroz de bacalhau. O Rui e o João também apareceram e ficaram calados que nem ratos ao pé do Ribeiro, que é um mágico que sabe fazer música com luzes, enquanto este regia a orquestra. Depois, chegou a bruxa Maluda (que por sinal é bem bonita) a cavalo numa vassoura, com um pincel e uma tesoura. E zás, pôs-nos a todos na Idade Média. Parece uma história para meninos...»

"Vim esperar o meu amigo"

de Bernardo de Bonaval
 


"Ah quisesse Deus"

de El Rey D. Dinis

 

"E pede-me agora o que não devia"

de José Garcia de Guilhade

 

"Lá vão as flores"

de Paio Gomes Charinho

 

"Amores eu tenho"

de Pero Meogo

 

"Ermida de São Simeão"

de Mendinho

 

Maluda






Sem comentários:

Enviar um comentário